Ataque e contra-ataque: 12 regras de ação e precaução – Parte II

Francisco Ferraz
Publicado em: 10/06/2015

No texto “Ataque e contra-ataque: 12 regras de ação e precaução - Parte I”, publicado ontem, enumerei cinco ações/precauções, que, necessariamente, devem ser adotadas nestas situações: credibilidade, clareza, lógica, respeitar o devido “timing” e ter documentação que sustente as acusações.

Além daquelas, as sete seguintes devem também ser levadas em conta.

Fazer o “serviço completo”
De pouco ou nada adianta limitar-se a produzir um panfleto com o ataque e distribuí-lo. Se você decidir partir para o ataque (ou se tiver que responder a um ataque sério que sofreu) tem que usar tudo que tem e o melhor que tiver, tendo como meta atingir a todos os eleitores, que precisam receber aquela informação.

Portanto, seu ataque e/ou contra-ataque deve ser veiculado por um eficiente “media mix” pelo qual você se assegura que a mensagem chegará a quem deve chegar. Não esqueça nunca que ataques sempre geram contra-ataques. Portanto, maior é a necessidade que sua mensagem chegue a todos antes que venha o contra-ataque.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Parabéns pelo site, que eu adoro.

Jô Ramires
São Paulo - SP

Leia mais >>