A tirania das 25 palavras

Francisco Ferraz
Publicado em: 20/12/2016

Ted KennedyÉ costume exigir-se dos candidatos a cargos eletivos que resumam, em não mais que 25 palavras, a razão mais forte e persuasiva que os leva a se candidatar. Não se trata de um jogo. O fato é que, se o candidato não tiver essa razão muito clara para si mesmo, dificilmente conseguirá apresenta-la de forma persuasiva para os eleitores.

Há 34 anos, no dia 12 de outubro de 1979, o senador Edward (Ted) Kennedy, irmão mais novo de John Kennedy, destruiu suas chances de vir a disputar a presidência dos EUA por sua incapacidade de responder àquela pergunta aparentemente banal (Porque quer ser presidente?).

Ted Kennedy desafiava o presidente Carter nas primárias, pela escolha do candidato democrata à presidência. Carter era um candidato fraco, por ser um presidente com uma baixa avaliação pelo eleitorado.

Naquele 12 de outubro, Ted Kennedy foi entrevistado por Roger Mudd, correspondente da CBS, que lhe fez a clássica pergunta “Porque o sr. quer ser presidente dos EUA?”.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Como político, tenho o maior interesse em ler tudo que está no site. Espero que outros colegas também aproveitem essa chance de se informar. Abraços.

João José Silveira da Costa
Rondonópolis - MT

Leia mais >>