Redes Sociais: O uso do Facebook na política - Parte I

André Ferraz
Publicado em: 24/05/2013

Cada mídia social tem suas características próprias determinadas pela forma como o site foi construído, pelas oportunidades de interatividade e relacionamento que ele oferece. Basta comparar Facebook e Orkut para perceber grandes diferenças. Embora possuam a mesma lógica de relacionamento em redes de amigos suas funcionalidades e praticidades são diferentes.

A natureza social dos sites de relacionamento faz com que normas de conduta e convívio sejam informalmente estabelecidas. Certos comportamentos podem ser aceitos em uma rede social e rejeitados em outras. O “linked in” por exemplo, é uma rede de contatos profissionais, nela a solicitação de amigos não é adequada, uma vez que não está de acordo com o uso para o qual essa rede foi planejada. Por esta razão, há normas de etiqueta que podem variar de rede para rede, bem como incorporarem características da cultura própria de cada uma.

Em resumo, adapte-se às praticas sociais de cada rede, mesmo que elas sejam virtuais.

Algumas recomendações para o uso do Facebook

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Não abro mão do Política para Políticos porque não abro mão do sucesso.

José Adilson Perciliano
Tarumã - SP

Leia mais >>