Compra de votos e impugnação

Ricardo de Barros Falcão Ferraz
Publicado em: 13/05/2013

Eu sei que meu adversário compra voto, engana o eleitor. E eu quero impugná-lo, torná-lo inelegível: o que é preciso saber para tirá-lo da política?

São inúmeras as formas de processar o seu adversário, e retirá-lo da política por pelo menos por 8 anos, que é o prazo da lei da Ficha Limpa.

Vivemos um período de intensa moralidade judicial e, desde que você tenha condições de juntar as provas necessárias dos ilícitos que ele cometeu, terá inúmeras oportunidades para representar contra ele.

Se ele for administrador público, você deve fiscalizar tudo o que ocorre na administração durante a eleição. Existem regras para vedar o abuso do poder de autoridade do prefeito, secretario e agentes públicos em geral. Gastos com publicidade institucional, o uso de funcionários na campanha, a distribuição de bens e serviços de forma gratuita, são apenas uma pequena parcela de ilícitos que podem gerar a perda do mandato.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Gostaria primeiramente elogiar o trabalho de vocês e o livro "Manual da campanha Política". Ambos se mostram bastante claros e muito eficazes. Sou aluno do quarto ano de psicologia da PUC-PR e provavelmente estarei iniciando o curso de Ciências Políticas, sempre me interessei por campanhas políticas e pelo planejamento e gestão de campanhas e
de políticos durante o mandato.

Eric Aquino Corrêa
Curitiba - PR

Leia mais >>