COMPARTILHAR
Capa > Marketing > Oratória

Regras de oratória a serem seguidas antes do discurso.

Francisco Ferraz
Publicado em: 25/01/2017

A capacidade de falar bem, como tantas outras áreas do conhecimento, resulta do aprendizado, para a imensa maioria das pessoas. A oratória, quando analisada como um corpo de conhecimentos, possui regras e técnicas próprias, que podem e devem ser aprendidas, por quem precisa usá-la como um instrumento. São essas regras e técnicas, bem como conselhos e advertências úteis para falar em público, que convém serem estudadas pelos políticos.

Esta é a primeira conclusão que deve ficar estabelecida, antes de entrar-se propriamente no assunto. A segunda refere-se ao preconceito que existe com a oratória, como o uso de uma linguagem afetada, pomposa e artificial.

Não se deve confundir este estilo de oratória, que foi dominante no passado, com o verdadeiro sentido que ela tem, como uma técnica de comunicação pela palavra falada. A oratória política deve ser praticada dentro da concepção de uma linguagem clara, acessível e simples, mediante a qual se realiza uma comunicação eficiente entre o candidato e o eleitor.

O objetivo de capacitar-se para falar bem em público é uma comunicação eficiente. Comunicação, como muito bem dizia David Ogilvy - o "mago" da publicidade - não é o que você diz, é o que os outros entendem. Este foi o verdadeiro sentido de toda a boa comunicação, em todos os tempos, desde os clássicos até os dias de hoje.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Os assuntos aqui tratados são de suma importância para a vida de um homem público que necessita se informar, constantemente, daquilo que vem ocorrendo na sociedade em que vive e trabalha. Tenho procurado tirar minhas dúvidas quanto ao exercício da minha função de assessor parlamentar, nos artigos publicados, diariamente por este meio de comunicação. Continuem publicando os assuntos mais diretamente ligados ao dia-a-dia das casas legislativas.

Antonio Francisco Monteiro da Silva
Cuiabá - MT

Leia mais >>