O marketing político e os momentos de realidade

Francisco Ferraz
Publicado em: 20/03/2017

Uma campanha eleitoral é um combate entre candidatos pelos “corações e mentes” dos eleitores. Cada candidato apresenta a sua versão sobre si mesmo, sobre o cargo, sobre os problemas e soluções, e sobre seus adversários. O objetivo é o mesmo: fazer prevalecer a sua versão sobre as demais e, desta forma, persuadir o eleitor a votar nele.

A persuasão do eleitor, entretanto, depende de múltiplos fatores como a credibilidade, a sintonia entre prioridades do eleitor e do candidato, o realismo e plausibilidade do diagnóstico dos problemas e das propostas para resolvê-los, e depende também da qualidade da publicidade por meio da qual a versão é difundida e da quantidade de tempo que o eleitor fica exposto a ela.

Não basta pois, que o candidato tenha credibilidade, sintonia com as prioridades do eleitor, e propostas realizáveis. Se não for capaz de comunicar a sua versão numa publicidade atraente, clara, persuasiva e assegurar os meios para que o eleitor fique exposto a ela pelo tempo necessário para fixá-la, muito dificilmente será eleito.

Inversamente, a melhor publicidade com o máximo de exposição pouco adiantará, se o candidato não reunir aqueles atributos de credibilidade, sintonia com o eleitor e realismo. No fundo, todo candidato gostaria que o eleitor ficasse exposto somente à sua publicidade do início ao fim da campanha eleitoral. Como isto é impossível, luta por aumentar seu tempo no horário gratuito (coligações) e procura dar o máximo de visibilidade à ela.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Gosto muito de discursar. O site pode me ajudar a aprender técnicas para fazer um bom discurso.



Ernane Trindade
Vitória - ES

Leia mais >>