Regras de produção de boletins para eleitores.

Francisco Ferraz
Publicado em: 20/07/2016

Em campanha ou eleito, o certo é que você vai usar boletins ou “newsletters” para se comunicar com seus eleitores.

Durante a eleição, a sua regularidade fica circunscrita ao período de tempo da campanha. Eleito, você certamente vai querer manter contato com os eleitores que o apoiaram. Até mesmo os que não se elegeram, mas que continuam interessados em manter uma atividade política, com vistas a futuras eleições, poderão encontrar no boletim um instrumento para a manutenção do vínculo.

Cada uma destas situações demanda diferentes tipos de boletins, embora todos estejam sujeitos às mesmas regras no que diz respeito ao objetivo comum de serem lidos. O boletim de campanha é uma peça totalmente voltada para a persuasão do eleitor, para a conquista do voto. Ela é abertamente promocional, mescla sua função informativa com a função de ataque e contra-ataque, e dirige-se a um público amplo e, em larga medida, indeterminado.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Sou pós-graduado em marketing político e tenho certeza que, para qualquer profissional da política, o política para políticos é um site de extrema importancia, por ser fonte de boa informação do ponto de vista de estratégia, marketing político e análise de cenários. Parabéns a todos!

Gustavo Luiz Souza Nascimento
Aracaju - SE

Leia mais >>