Pesquisa qualitativa III: função e limitações

Francisco Ferraz
Publicado em: 18/08/2016

Na fase pré-campanha, a pesquisa qualitativa funciona como o primeiro recurso de informação para pensar o posicionamento da candidatura. Questões como imagem pré-existente do candidato, temas que poderão ser o "foco" da campanha, avaliação dos adversários, prioridades e expectativas, avaliação do governo em exercício, são todas matérias que devem ser submetidas a uma rodada de vários grupos.

O desejável é que, após esta rodada inicial de qualitativas, a campanha faça um amplo survey (quantitativo) usando informações extraídas dos grupos, para determinar o peso relativo no eleitorado total, de questões como: posições políticas, temas de campanha, características de imagem, prioridades etc. A articulação entre pesquisa qualitativa e quantitativa é fundamental. Nas qualitativas identificam-se questões relevantes à campanha, nas quantitativas determinam-se o seu peso relativo no eleitorado. Nas qualitativas interessa sobremodo conhecer a maneira como as pessoas encaram as questões, como reagem aos fatos e opiniões, como raciocinam com as informações, quais os nexos lógicos e emocionais que estão em ação, como o indivíduo chega à sua decisão.

São informações "qualitativas", isto é, dizem respeito à maneira de pensar, de relacionar fatos e opiniões, de rememorar, de avaliar e de concluir seu raciocínio com uma decisão. Como o próprio nome indica, o aspecto quantitativo não tem importância, neste tipo de pesquisa. Por vezes faz-se votações nos grupos, menos pelo resultado quantitativo, mais como um expediente para forçar definições, para simular situações em que o indivíduo terá que decidir. Aqui tocamos na limitação principal das pesquisas qualitativas. Elas não nos informam sobre a dimensão quantitativa no eleitorado das opiniões e avaliações que são manifestadas nas reuniões.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Eu, como professor de história e também como atual vice-presidente do PSDB, e nas duas gestões anteriores como presidente do PSDB do município de Ribeirão Pires, só posso elogiar, pois as informações que encontro no site elaborado por vocês, são por mim usadas, tanto politicamente, como nos cursos de história. Parabéns. Realmente é um site que se mantém neutro em suas opiniões e com assuntos sempre pertinentes.

Erino Siviero Junior
Ribeirão Pires - SP

Leia mais >>