Fidelidade partidária: por que não temos?

Francisco Ferraz
Publicado em: 07/01/2016

Fidelidade partidária, quando existe, é um sentimento muito forte e permanente. Fidelidade, por si só, já é uma palavra muito expressiva, que conota a idéia de um vínculo livremente assumido como obrigatório. Como todo sentimento, é subjetivo e submete o comportamento do indivíduo ao julgamento irrecorrível do tribunal da sua consciência. Fidelidade é percebida como uma virtude que honra quem a pratica.

Muitas vezes não é uma virtude fácil de ser exercitada, podendo envolver sacrifícios, como a perda do patrimônio, do status, da liberdade e até da própria vida. Sendo um vínculo perene que, a partir do livre arbítrio, o indivíduo assume como obrigatório para si, a fidelidade é outorgada a pessoas e entidades que ele respeita, admira e elege como modelo. Pela própria natureza pessoal do vínculo, a fidelidade é estendida com maior facilidade a pessoas que a organizações e entidades.

No âmbito pessoal, o estabelecimento do vínculo decorre de uma escolha feita em resposta a um sentimento radicalmente íntimo. A opção é definida na esfera subjetiva dos sentimentos, na qual o indivíduo goza da mais ampla liberdade.

No caso das instituições, o vínculo tende a surgir como parte do processo de socialização da criança e do jovem - mediante o qual há um treinamento para o convívio coletivo. Assim, a principal agência de socialização - a família - naturalmente transfere suas lealdades organizacionais para os membros jovens. Naturalmente porque se trata de uma comunicação tipicamente familiar: mesclando informação com afetividade, traduzindo idéias e princípios em exemplos pessoais visíveis (pais, irmãos, familiares), introduzindo a criança na divisão nós x eles. Por conta disso, os filhos tendem a adotar a religião, a classe social, o time de futebol da família, e, quando existe identidade partidária, o partido político da preferência de seus familiares.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Tudo que não aprendi na escola sobre política e sobre histórica política do nosso país estou aprendendo aqui. Só queria ter mais tempo para isso.

Sofia Mara Paranhos
Jundiaí - SP

Leia mais >>