O comercial do carro velho.

Francisco Ferraz
Publicado em: 01/11/2017

Uma das regras básicas do marketing político fala sobre o comercial de TV. Ele possui diretrizes básicas que o tornam um sucesso. Um bom comercial possui as seguintes características:

O comercial do "carro velho", embora não possa ser tratado como uma "peça clássica" no sentido convencional do termo, é um exemplo emblemático daquelas características acima elencadas. Enquadra-se dentro do que se poderia chamar de apelo à empatia, isto é, ao sentimento de que o candidato é uma pessoa como qualquer outra, que possui os mesmos valores, hábitos e maneira de ser dos eleitores comuns.

O apelo à empatia, quando funciona, é sempre muito forte na política. O eleitor quer escolher para seu representante alguém que é diferente dele (por isso é político), e ao mesmo tempo, semelhante a ele (por isso merece seu voto).

Por esta razão os candidatos buscam sempre se identificar com os eleitores, adotando as prioridades deles como suas, comungando de seus valores, e aproximando-se deles por meio de sua comunicação, seja pessoal (corpo a corpo) seja midiática (TV, rádio).

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Venho aqui para tratar de elogios ao site. Sou estudante de ciências sociais pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e, como possuo afinidade com temas políticos, eu pude encontrar uma excelente qualidade de conteúdo no site de vocês.

Roger Rocha
Rio de Janeiro - RJ

Leia mais >>