"Tosquiando ovelhas", um comercial de humor.

Francisco Ferraz
Publicado em: 23/05/2017

Comerciais de humor são difíceis de fazer, mas, quando bem feitos, têm grande impacto e são muito eficientes na comunicação da mensagem. Isto ocorre porque, em meio à seriedade que envolve a disputa política, a propaganda com humor destaca-se das demais, justamente pela sua diferença.

Além disso, a propaganda humorística parece menos propaganda e mais uma "piada" , é guardada na memória, e o eleitor a passa adiante para outros, por ser uma boa "piada" . Desta forma, a mensagem ganha a cumplicidade do eleitor para a sua difusão.

Tudo isto acontece se a propaganda é boa, se o eleitor gosta dela e ri com ela. Se não for boa, a censura é imediata. A peça é vista como uma "piada de mau gosto", como "brincar com coisas sérias", e, neste caso, o eleitor rejeita a mensagem junto com a "piada".

Por estas razões, a propaganda que usa o humor deve sempre ser previamente testada nos "grupos de opinião" (focus goups, pesquisa qualitativa), para avaliar com segurança se ela é efetiva ou não. Além das vantagens mencionadas, a propaganda que usa o humor é especialmente útil para atacar o adversário. Quando o ataque se apresenta de uma forma humorística, é percebido pelo eleitor como menos agressivo e mais inteligente, portanto, mais aceitável.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Sou pré-candidato a vereador próximo ano. Para mim, seu site é simplesmente indispensável. Quero muito manter um contato com vocês, o que muito me alegrará. Parabéns pelo seu trabalho. Obrigado pelo auxílio tão valioso.

Érlon Jacques de Oliveira
Porto Alegre - RS

Leia mais >>