O comercial Willie Horton derruba Dukakis

Francisco Ferraz
Publicado em: 31/07/2015

Willie Horton talvez seja o mais famoso comercial de ataque já produzido nos EUA e o modelo dos "comerciais malditos", aqueles que situam-se nos limites extremos da fragilizada ética eleitoral. "Se eu conseguir fazer com que o nome Willie Horton torne-se um nome familiar para os americanos, ganharemos esta eleição". Com esta frase, Lee Atwater, coordenador da campanha presidencial de Bush, antecipou, com precisão, o impacto destruidor da exploração do "caso Willie Horton" na campanha presidencial.

Dukakis, governador do estado de Massachussets, democrata e liberal, defendia e praticava, em matéria penal, o princípio da recuperação do prisioneiro cumprindo sentença. Uma das medidas que adotara era a de permitir saídas de fim de semana para condenados que preenchessem certas condições e que tivessem bom comportamento. Willie Horton era um destes condenados.

Horton havia sido condenado à prisão perpétua por haver roubado e assassinado um jovem com 19 facadas. Enquanto cumpria sentença obteve 10 passes de fim de semana. Na última vez em que ganhou o benefício, Horton fugiu, seqüestrou um jovem casal, esfaqueou o rapaz e estuprou várias vezes a moça.

A Associação Americanos por Bush financiou o comercial, produzido por Larry McCarthy, que foi considerado o mais importante fator na recuperação de Bush, e, sem sombra de dúvidas, na derrubada de Dukakis.

Este texto pertence a uma coluna com acesso restrito, para continuar lendo cadastre-se e escolha entre um dos planos de assinatura.

Assine Aqui

Já sou assinante

Informe seus dados abaixo para continuar.



Esqueci minha senha

 

COMPARTILHAR

Área do usuário:

E-mail

Senha

> Esqueci minha senha

> Quero me cadastrar

Curta nossa página no Facebook Siga-nos

Opinião do leitor

Boa tarde senhores, sou um leitor diário do política para políticos há muito tempo. Inclusive participei do último curso ministrado pelo Francisco Ferraz em Porto Alegre.

Manuel Ramalho de Souza Nunes
Montenegro - RS

Leia mais >>